Na prática

JÁ OUVIU SEUS ALUNOS HOJE?

Durante a construção do planejamento escolar professores e gestores trazem ideias incríveis. Dificilmente alguém envolvido com a educação quer menos que o melhor para o desenvolvimento de nossas crianças.

Acontece que às vezes a gente vai ler livros, consultar especialistas e conhecer artigos com testes e mais testes… Mas muitas vezes o que a gente precisa é PERGUNTAR para nossos estudantes o que eles querem ou como se sentem. Naturalmente não devemos esperar que eles tenham completa a visão do que lhes deve suceder para seu próprio desenvolvimento, mas certamente podemos aprender muito sobre como eles aprendem.

Além disso, com um pouco de interesse no funcionamento da mente, e o apoio de autores como Ramon Cosenza, aprendemos que a empatia é condição indispensável para um bom fluxo de comunicação e sobretudo para a retenção. Na prática, se não soubermos nos conectar com os estudantes, poderemos falar às paredes.

A seguir, colocamos algumas perguntas que fazemos aos nossos alunos toda etapa. Permitimos que os alunos respondam anonimamente para que não se sintam constrangidos. ( Trabalho com o parceiro @ipontelo )

Q1: Você considera que aprendeu Física nessa etapa?
(a) Sim, aprendi bastante!
(b) Aprendi um pouco, mas algumas coisas me escaparam
(c) Não aprendi, acho especialmente difícil compreender a Física

Q2: Tenho facilidade em compreender os conceitos de Física
(a) Sim, compreendo facilmente
(b) Não, preciso me esforçar

Q3: Acho os temas da Física interessantes
(a) Sim, muito
(b) raramente
(c) de jeito nenhum

Q4: Marque os tipos de atividade que te estimulam na escola
(a) Aulas expositivas
(b) Projetos em grupo
(c) Projetos individuais
(d) Aulas em que o estudante toma decisões
(e) Roteiros a serem seguidos em seu tempo

Q5: Você considera que o sistema de avaliação da escola é justo?
(a) Sim, quase sempre
(b) Sim, muitas vezes
(d) Não, quase sempre injusto

Q6: Você considera que seguiu as orientações de estudo e que fez tudo o que foi recomendado?
(a) Sim, fiz tudo
(b) Fiz boa parte, mas deixei de fazer algumas coisas
(c) Não fiz nem a metade do que foi proposto
(d) Praticamente só fiz as provas e os trabalhos avaliativos

Q7: Durante as aulas expositivas, quando tive dúvida
(a) Interrompi o professor e perguntei
(b) Deixei para perguntar depois, fora do contexto da aula
(c) Preferi recorrer à ajuda dos meus colegas
(d) Me virei e resolvi com meus próprios recursos

Ao final de uma série de perguntas de múltipla escolha, é sempre bom deixar espaço para um complemento escrito.

Com as respostas tabuladas, é hora de abordar a turma com as conclusões mais notáveis e deixar que eles expliquem com as próprias palavras.

Uma dinâmica dessas toma cerca de 8 horas por ano – 6h dos estudantes e mais duas do professor que vai organizar e cruzar os dados. O simples gesto de organizar essas perguntas já é recebido pelo estudante como uma forma de cuidado e já tem seu efeito!

Qualquer que seja a metodologia, o mais importante aqui é que o professor OUÇA o que o estuante tem a dizer ao invés de tratá-lo como uma folha em branco. Vamos sempre nos surpreender com esses jovens!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *