Reflexões

TODO DIA UM POUCO

“Deixa eu fazer porque eu vou mais rápido”

A gente pega o filho pequeno no colo para descer a escada porque se ele for sozinho demora muito. A gente precisando chegar ao destino e aquela angústia de ficar parado esperando a criança pelejar com os degraus.

Na hora de dar comida a mesma coisa. Trinta segundos para conseguir ajeitar comida na colher e levar à boca, sem contar o tanto de comida que acaba caindo do prato e na roupa.

Quando a gente coloca um filho em nossa rotina a vida fica absurdamente mais atarefada.

Por mais que seja lindo falar em estimular o filho e ensinar-lhe a independência, na prática a gente precisa negociar renúncias.

Se a gente quer chegar no parque às 9 horas da manhã para algum evento público, a gente tem que acordar 6 horas da manhã!

Mesmo assim, quando a gente percebe que a criança já começa a dar conta sozinha de tarefas relativamente complexas, então todo o tempo e as renúncias valem a pena.

Essa lógica vale para todas as relações em qualquer idade. Espaço e condições para que o outro desenvolva novas habilidades é um presente que a gente pode dar todos os dias para alguém. Você já ajudou alguém a ser um pouco melhor em algo que você domina?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *